Em 1998, a empresária, enófila e sommelier Daniella Romano, convicta da importância dos aromas da natureza na degustação, idealizou e produziu a coleção de aromas “Nariz do Vinho”. O sucesso da criação deu origem às coleções “Nariz da Cerveja”, “Nariz da Cachaça” e de outras adequadamente personalizadas.

O pai de Daniella, descendente de italianos, sempre gostou de contar histórias sobre óperas, lugares do mundo, vinícolas, vinhas e vinhos, pois como em toda família italiana as conversas são animadas e o vinho faz parte das refeições. Menina ainda, ela pedia para experimentar e embora não a deixassem gostava do perfume que o vinho exalava. Na mesma época, a mãe ensinou-lhe o amor à natureza fazendo-a observar o vôo das borboletas, o canto dos passarinhos, as batidas do coração, o ar que entra nos pulmões, o perfume da terra molhada depois da chuva ou o das flores e ervas do jardim. Das férias na praia, Daniella lembra bem a primeira coisa que seu pai fazia ao pisarem na areia: comprava sorvete de abacaxi. Para hidratar, ele dizia. Até hoje quando sente cheiro de abacaxi, a lembrança da cena na praia a alegra e acredita ter sido na infância que, sem ao menos se dar conta, aguçou o olfato e aprendeu a amar aromas.

Anos depois, recebendo amigos para jantar ofereceu um Chardonnay. Ao servir o vinho percebeu um aroma que imediatamente a fez lembrar do episódio na praia e se perguntou: o perfume seria da infância, da praia ou do sorvete? A dúvida a inquietou, mas logo descobriu que treinando o olfato poderia identificar fragrâncias da mesma forma objetiva com que aprendera a reconhecer e a nominar algarismos, letras, cores e tantas outras coisas. Estudou, pesquisou, aperfeiçoou-se na arte da degustação e criou as coleções de aromas pensando em proporcionar a outros a oportunidade de desenvolver o olfato e de aprender a degustar de modo simples e recreativo.

Selecionadas entre as melhores, as essências aromáticas que compõem as coleções passaram por rigorosos testes de qualidade e de durabilidade conduzidos por um grupo de especialistas da área sensorial. A notável qualidade das essências exigia uma embalagem de igual valor, distinção e durabilidade, pois o propósito da AROMAS DO VINHO sempre foi oferecer um produto que pudesse ser apreciado em família e passado de geração em geração. Assim surgiu a parceria com a empresa Caixas de Madeira — www.caixasdemadeira.com.br — que trabalha com madeiras certificadas cujo corte é protegido pelo plano de manejo sustentável do IBAMA. A associação revelou-se ideal, pois sustentabilidade ambiental é o alicerce de ambas as empresas.

As emissões de carbono provenientes das operações industriais da AROMAS DO VINHO são neutralizadas por uma reserva florestal na Serra do Mar e um reflorestamento em Rondônia pertencentes à empresa; que desse modo reverencia não apenas o planeta, mas os clientes que usufruem dos produtos como a AROMAS DO VINHO os produz: preservando o meio ambiente.